Resenha: Blink: a decisão num piscar de olhos

Olá, pessoas! Como estão?

Como comentei esses dias, vou postar sempre que considerar que tenho algo legal para compartilhar. Hoje vou fazer a resenha do Livro Blink.

 

O doutorado mal começou a e carga de leitura também. Inicialmente tenho três livros para ler e resenhar para a disciplina de Análise Decisória de Multicritério. Os livros não são relacionados ao doutorado, a ideia do professor é nos fazer expandir os horizontes e fazer leitura que fujam do nosso campo de estudo atual. Eu superconcordo com ele.

Comecei pelo primeiro livro, que se chama Blink: a decisão num piscar de olhos.

No livro, o autor Malcolm Gladwell traz a ideia de que devemos tomar nossas decisões de forma rápida, sem pensar muito, pois as decisões tomadas por meio da nossa intuição (ou por meio do nosso inconsciente) tendem a ser mais assertivas.

O autor afirma que é muito mais fácil para as pessoas tomarem decisões de forma mais rápida quando elas já possuem experiência (relacionada ao tema da tomada de decisão), porque com a experiência fica mais fácil de reconhecer os sinais que não estão presentes, como por exemplo:

Durante a narrativa ele mostra diversos estudos que demonstraram o porquê a arte de “fatiar fino” é mais interessante a ser seguida do que o fato de pararmos e pensarmos mais sobre o assunto. Ele aborda assuntos diversos, entre eles o de uma estátua da Antiga Grécia que após meses de investigações e estudo foi reconhecida como original, mas quando avaliada de forma rápida por especialistas se mostrava estranha e pouco convincente. Posteriormente descobriram que realmente não se passava de uma réplica “muito bem-feita”. Mas especialistas não tinham passado meses a fio verificando realmente se a obra era original? Tinham, mas se enganaram.

Baseado nessa e diversas outras histórias o autor nos mostra o porquê devemos considerar sempre a nossa primeira impressão acerca de diversos assuntos e para tomar diversas decisões. Esse é um dos pontos demonstrados no livro, o de nos convencer que nossas primeiras decisões são mais assertivas do que quando tomamos decisões de forma ponderada.

Mas ao mesmo tempo, o autor também nos mostra alguns estudos e situações onde devemos considerar um pouco nossas decisões, ou seja, quando precisamos confiar em nossos instintos? O quanto precisamos nos precaver em relação a essas tomadas de decisão precipitadas?

Por fim, ele encerra o livro contando diversos fatos, principalmente relacionados à polícia dos Estados Unidos, demonstrando “na prática” que é possível controlar nossas primeiras impressões e principalmente, que é possível que elas sejam aperfeiçoadas, para que quando estamos em um momento de tensão e estresse, nosso cérebro comece a pensar ao mesmo tempo de forma cautelosa mas também de forma rápida.

Dentre as várias histórias, também é relevante ressaltar algumas passagens do livro que o autor fala sobre quando a intuições é utilizada em forma de preconceito (o que não pode acontecer). Dentre as histórias que ilustram essa etapa, estão a de audições que eram feitas para Filarmônicas e Orquestras, onde muitas vezes os juízes se deixavam levar pelo preconceito em relação ao sexo ou aparência das pessoas. Tanto que a partir do momento que essas audições começaram a ser realizadas “às cegas”, o número de mulheres nas ‘bandas’ aumentou consideravelmente.

 

Confesso que achei o livro um pouco cansativo, apesar de ser uma leitura relativamente curta. Mas ao mesmo tempo possui passagens interessantíssimas, principalmente as relacionadas a diversos estudos acadêmicos voltados para o lado da psicologia humana.

Alguns anos após o lançamento desse livro, o autor Michael Legaut lançou um livro “em resposta” ao Blink, chamado Think: por que não tomar decisões num piscar de olhos. Essa é a minha leitura do momento. Quando finalizar trago para vocês tanto a resenha do livro, quanto a minha opinião acerca de ambas as obras (quando lidas em conjunto).

 

Espero que gostem. Recomendo a leitura para quem gosta desse tipo de livro.

Me ajude a manter o blog comprando o livro pelos meus links:

Amazon | Americanas | Submarino

Beijos

Voltando…

Olá, pessoas! Tudo bem?

Sumi por um bom tempo, porque a vida está uma correria só. Mas resolvi voltar a escrever, então em breve teremos mais conteúdo por aqui.

Decidi que não vou mais manter uma periodicidade de 2 ou 3 postagens por semana igual antigamente porque sei que não vou dar conta de escrever tanto assim e no fim vou acabar me enrolando novamente e procrastinando. Então agora teremos conteúdo sempre que eu conseguir parar para escrever, até porque iniciei o doutorado e sei que logo vai apertar novamente.

Provavelmente falarei de algumas viagens que fiz nos últimos tempos e acabei não escrevendo e também de alguns livros bacanas que tenho lido. Também tenho feito alguns cursos legais (por exemplo o dia Mira que comentei quando as inscrições estavam abertas) então talvez eu escreva um pouco mais sobre educação também, até porque estou com um projeto que deve sair ainda este ano voltado para essa área hehehe.

Enfim, logo teremos mais postagens por aqui, mas sem uma periodicidade regular kkkk.

Beijos

Curso de Renda Variável: Mira na Independência

Para as pessoas que sempre me perguntam sobre renda variável e cursos que podem fazer nessa área, recomendo o novo lançamento do Prof. Mira: Mira na Independência. A mentoria mais completa na área de investimentos.

Disponível em: https://hotm.art/js5WOuU

Essa é a primeira turma do curso que vai abrir e o Eduardo não sabe se haverá outra mais pra frente. O curso vai abordar desde renda fixa até renda variável, mas com foco maior na especialidade do Mira que é a renda variável. Para quem não conhece o Eduardo, ele trabalha na Corretora de Valores Modal Mais, e tem larga experiencia na área de investimentos, além de ser Analista CNPI.

O curso vai abordar:

Módulo 1- Educação financeira e finanças pessoais
– Receita, despesas e fluxo de caixa
– Reequilíbrio financeiro
– Controle financeiro e metas
– Renda passiva x renda ativa
– Independência financeira x liberdade financeira
– Medidor de Independência f
Aula Extra: inanceira
– Ferramentas operacionais

Módulo 2 – Indicadores econômicos, política econômica e sistema financeiro
– Sistema financeiro nacional
– Indicadores (Selic, IPCA, IGP-M, CDI, e etc.)
– Política Econômica
– Política monetária
– Política cambial
– Riscos e métricas de risco

Módulo 3 – Matemática e estatística básica
– Juros simples e compostos
– Média, moda e mediana
– Variância
– Covariância
– Desvio Padrão
– Correlação
– Distribuição normal

Módulo 4 – Renda Fixa
– O que é renda fixa
– Origem dos ativos, funding e etc.
– Características
– Renda fixa pública
– Renda fixa privada
– COE
– Fundos de Investimento

Módulo 5 – Renda Variável
– O que é renda variável
– Ações
– Opções
– Mini contratos
– DI futuro
– Commodities
– Fundos de investimento
– Fundos imobiliários

Módulo 6 – Análise técnica
– Teoria de Dow
– Elliott
– Fibonacci
– Figuras
– Padrões de candle

Módulo 7 – Análise fundamentalista
– Macro economia
– Micro economia
– Análise de empresas
– Indicadores fundamentalistas

Módulo 8 – Setups e estratégias
– Setups de análise gráfica(rompimentos, não rompimento, figuras, gaps, indicadores, pivôs e etc)
– Estratégias de análise fundamentalista (vacância, smallcaps, dividendos e etc)

Módulo 9 – Criação e gestão de independência financeira.
– Ativos geradora de renda recorrente
– Carteira x patrimônio x objetivos
– Gestão de Riscos
– Proteção da carteira
– Gestão de objetivos e resultados

Módulo 10 – Tópicos especiais
– Imposto de Renda
– Trade no Tesouro Direto
– Daytrade
– Swingtrade
– Mercado Americano & FOREX
– Bitcoin & Criptomoedas
– Robôs de investimento e robôs de trade

VANTAGENS

Essa é uma mentoria, não é um simples curso, pois as aulas em vídeo são só uma parte do conteúdo, a interação nos grupos, o tira dúvidas pelo telegram e facebook e os exercícios são uma parte fundamental e talvez mais importante que os vídeos. Eu vou cobrar pessoalmente cada um, quero ver e corrigir os exercícios e ver as carteiras de cada um para ter certeza que o aluno aprendeu.

Mas de 10 aulas extras com diversos professores especialistas nos temas abordados
Ferramentas exclusivas de finanças pessoais, controle de investimentos e criação de independência financeira.
Encerramento com encontro presencial em São Paulo.
Grupo para troca de experiências no Telegram, com a participação  e as informações do robô (Mirabot).
Grupo fechado no Facebook
Um número de celular meu novo e exclusivo para interação no grupo de alunos.

Super recomendo! 🙂

 

O curso estará disponível para venda até o dia 14/06 e o início das aulas é dia 17/06.

Duração de 3 meses, de 17/06/19 a 20/09/2019.

Início das inscrições 29/05/19.

Investimento: R$2.500,00, parcelados em 12x sem juros, pagando a vista sai por 1.990,00.

O link para compra do curso é: https://hotm.art/js5WOuU

Bons estudos! 🙂

Porque eu sumi?!

Oi, gente, tudo bem? Quanto tempo!

Passando aqui apenas para dizer porque eu sumi, de novo hahaha. Como a maioria das pessoas sabe, estou fazendo Mestrado e esse era meu último semestre. Ou seja, fazer pesquisa, tabular pesquisa, análise de dados e finalização da minha dissertação. Estava uma loucura!

No meio de tudo isso ainda estava trabalhando um pouco, fazer mais artigos, me mudando (de novo)… Mas agora acredito que a calmaria vai voltar em breve. Já entreguei minha dissertação, mês que vem defendo e será uma coisa a menos 🙂

Logo conseguirei postar novamente. Não sei com qual frequência será. Acredito que não voltarei com a obrigatoriedade de postar semanalmente como fazia no início, vou deixar apenas para quando tiver algo legal para compartilhar com vocês 🙂

Logo tem mais postagem de Londres e talvez mais algumas de Foz do Iguaçu, já que estive lá esse mês novamente. Mês que vem estou indo conhecer 2 cidades de Minas que ainda não conheço e passear de novo por Belo Horizonte, provavelmente virá coisas novas também.

Me desejem sorte na minha defesa! hahaha

beijos.

Cenários e Locações dos Filmes Harry Potter em Londres

Olá, pessoas, como estão?

Eu estou bem, voltei depois de umas semanas cheias de afazeres da minha dissertação de mestrado. Mas agora pesquisa realizada e tabulada, consegui me aliviar um pouco para escrever mais algumas postagens sobre Londres.

E hoje vou falar dos locais que são possíveis visitar em Londres que foram Locação para os filmes da franquia Harry Potter.

O primeiro local que fui foi a King’s Cross Station, a famosa estação de trem de Londres. Depois do sucesso dos filmes foi criado uma área especial para o bruxinho na estação e está aberta a visitação todos os dias durante o horário de funcionamento da loja oficial, localizada ao lado do carrinho “que nos leva para Hogwarts“.

Para chegar nessa parte é preciso sair do Underground e ir para a estação de trem, onde saem os trens para outras cidades, a entrada fica ao lado da St. Pancras Station, outro ponto turístico que aparece na franquia.

No dia que eu fui, deixamos para ir a noite, depois que fechasse a loja justamente para não ter filas e ser tranquilo de bater fotos, e adivinhem? A loja tira o carrinho da parede quando está fechada! hahahaha. Sim! Nós não sabíamos disso, mas de qualquer forma aproveitamos a ida para fazer umas fotos por ali mesmo sem o carrinho. Então como eu não consegui ir outro dia na estação, minhas fotos ficaram sem carrinho mesmo. Como consegui tirar no Tour nos estúdios não dei muita bola para isso.

Fotógrafo Bruno Souza

Depois de tirarmos muitas fotos sem o carrinho, passamos pela St. Pancras, mas como estava de noite as fotos não ficaram tão boas, mas ela é linda demais! Para quem não lembra dela no filme, aparece quando o Rony e o Harry roubam o carro para ir para Hogwarts.

Fonte

Quem vai durante o dia na estação tirar foto no carrinho, eles fazem foto com a câmera da própria loja e as pessoas podem comprar. Eu acho que custa umas £20, mas não tenho certeza.

Outro local que fiz questão de visitar foi a casa do Sirius Black, não tenho bem certeza se foi exatamente essa casa utilizada na locação, mas a maioria das pesquisas que fiz na internet apontavam para esse endereço então eu fui lá. A casa fica na Claremont Square, em Islington e achei bem difícil de encontrar.

Eu e o Pedro nos perdemos algumas vezes até chegar ali, não se se somos tapados ou é difícil mesmo. Enfim, garanti a minha foto na possível casa do meu personagem preferido.

Fonte

 

Outro local legal de ir é na Millenium Bridge (Thames Embankment, London SE1 9JE,), a famosa ponte destruída pelos Comensais da Morte. Ao fundo vemos a St. Paul’s Cathedral. O local é muito bonito e vale muito a visita, principalmente porque é fácil fazer outros pontos turísticos ali perto, como a Totem Morden, um dos museus de Londres, que é possível subir no último andar e ver a cidade de cima, e a Cathedral que é simplesmente maravilhosa.

Fonte

Além desses locais, ainda tem outros, que eu infelizmente não consegui visitar como: Leadenhall Market (Beco Diagonal), O Zoo de Londres, Picadilly Circus e além desses locais em Londres, têm vários outros espalhados pela Grã-Bretanha, é só jogar no Google que encontra os outros locais.

locações-de-harry-potter-londres

Além desses, também tem o Tour nos Estúdios da Warner que eu já falei sobre o passeio nessa postagem aqui.

Espero que tenham gostado.

Se você perdeu alguma postagem da série Londres, você poder ler clicando nos links abaixo:

 

Reserve sua estadia em Londres pelo Booking e nos ajude a manter o blog <3.


Booking.com