Hola! Que tal? Sigo aqui no Peru e como muitos amigos queriam saber como foi a minha virada do ano em outro país, eu resolvi escrever um pouquinho de como foi por aqui. Talvez não seja assim em todas as famílias, mas na minha foi.

Já havia falado na minha postagem de ano novo que seria a primeira vez que eu passaria o ano novo (data que eu gosto muito) em outro país, com uma cultura totalmente diferente da minha e com pessoas que recém conheci, e que posteriormente eu falaria um pouco de como foi essa nova experiência.

Aqui no Perú eles também soltam fogos como a gente no Brasil, mas pelo que notei e perguntei para mi hermana, não é tanto uma tradição ir para rua assistir e fazer a contagem regressiva de Reveillón como em muitos lugares no Brasil. Para a minha família (no Brasil) sempre foi meio que uma tradição assistir a queima de fogos todas as vezes que passamos juntos. Nós fizemos a ceia e antes da meia noite íamos para beira da praia (quando íamos para praia) ou para a Beira Rio (em Blumenau) assistir a queima de fogos. Não consigo me lembrar de nenhuma vez que tenhamos ficado em casa (tirando o ano que passei sozinha, que foi minha escolha ficar em casa).

Feliz año nuevo!

A photo posted by Camila Belli Kraus (@kmilabk) on

Eu passei o ano novo já em Trujillo, no Peru. Cheguei aqui no dia 30 praticamente meia noite. Minha família fez a ceia na casa dos tios da minha host em outro bairro aqui da cidade mesmo. A janta foi bem mais leve do que eu geralmente como no Brasil, e a nossa “contagem regressiva” foi assistindo a virada do ano na televisão (tipo a que nós temos na Rede Globo, mas eles não pararam para fazer a contagem, tocaram música direto mesmo quando bateu a meia noite).

Brindamos, todos se abraçaram, desejaram feliz año nuevo como de praxe. Eu achei legal apesar de não ter participado muito das conversas por entender pouco o espanhol. Mas toda a família foi super acolhedora e simpática comigo e tentaram conversar sempre que possível. Algumas vezes tivemos exito, outras não tanto hahaha.

Depois da virada assistimos alguns fogos que estavam soltando na rua da casa dos tios, mas não chegou nem perto da bateria de fogos que temos na maioria das principais cidades brasileiras. O que eu gostei bastante, porque apesar de bonito, é ensurdecedor e eu acho meio desnecessário a quantidade. Enfim, minha opinião.

Lá pela 1 hora da manhã, eu já estava quase dormindo sentada (o fuso horário aqui é 3 horas a menos do que no Brasil, ou seja, meu relógio biológico já estava quase nas 4 da manhã) fomos para uma festa que a AIESEC Trujillo deu na vidara, em uma casa próxima à praia de Huanchaco, para os intercambistas que já estavam por aqui, hosts e membros da Aiesec.

A festa foi muito legal e divertida, onde já conheci a maioria das pessoas que vão passar as próximas semanas comigo. As músicas eram intercaladas por escolhas dos vários países presentes. Claro que os brasileiros colocaram funk e a festa foi a baixo! hahaha.

Conversei com outros brasileiros, mas passei a maior parte da noite com a minha host, que obviamente é daqui de Trujillo (fez o intercâmbio para Blumenau, então ela fala português e não temos problemas de comunicação), e com o John da Malásia, nos comunicamos em inglês, espanhol e um pouco de mímica hahaha. Fui muito bem recebida por todos e gostei muito.

img_0631

Lá pelas tantas eu já tinha bebido o suficiente pra perder o sono (5 da manhã = 8 do relógio biológico), todos muy borrachos y locos. Todos (os que ainda estavam lá e não eram poucos) fomos para a beira da praia e vimos o dia amanhecer. Aqui o sol não nasce no mar como a maioria dos lugares do Brasil, então isso foi uma frustração muito grande para a maioria dos brasileiros, porque acho que quase todos não sabiam. De qualquer forma o dia foi muito agradável, a festa foi incrível e nos divertimos pra caramba.

Depois de não aguentarmos mais, fomos para casa (7 horas da manhã = 10 do relógio biológico) e fomos dormir. Gostei muito da experiencia e me diverti muito! Os peruanos sabem e gostam de fazer festa, juntou com os brasileiros, não poderia dar errado hahaha.

Com certeza foi uma experiência única e que vou guardar para sempre.

Amanhacer do primeiro dia de 2017 ? #huanchaco #beach #praia #peru

A photo posted by Camila Belli Kraus (@kmilabk) on

Perdeu alguma postagem sobre a viagem? Leia nos links abaixo:

 

Faça reservas para a sua próxima viagem através do Booking. Pelo link você encontra as melhores ofertas e me ajuda a manter o blog 🙂



Booking.com

Passando o ano novo em outro país: no Peru

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *