Hoje, 2 de março de 2016, faz 20 anos da morte precoce de uma das maiores bandas que o Brasil já viu: os Mamonas Assassinas.

Quero deixar aqui uma homenagem à esses caras, ao toque de 4 já vai. Já, já, já, já vai!

mamonas-assassinas-banda

Em 1996 eu tinha apenas 4 anos, mas até hoje tenho as imagens do acidente na minha memória e lembro que fiquei muito triste. Cresci ouvindo, cantando e dançando as músicas dos Mamonas e hoje fico ainda mais triste pela morte deles, pois perdemos uma grande banda. Em 1995 eles fizeram um show em Blumenau (minha cidade) e fico muito triste por não ter ido, pois com certeza deve ter sido um momento muito especial.

Uma banda irreverente que não ligava para estilos musicais, preconceito ou qualquer coisa do tipo, o único objetivo deles  era de levar alegria para o máximo de pessoas que conseguissem através de suas músicas. E o que me deixa mais feliz é saber que eles conseguiram, mesmo com a sua curta carreira. É uma pena que tivemos tão pouco tempo para aproveitar o sucesso estrondoso que fizeram e ainda fazem, pois quem viveu naquela época jamais vai esquecer essa banda. É impossível, ele eram sensacionais.

Outra coisa que me deixa triste é saber que a juventude de hoje não viveu o auge deles, e pior, a grande maioria nem sabe quem eles foram! Espero que a alegria cantada por eles nunca seja esquecida e que seja apresentada as novas gerações sempre, assim como as grandes bandas do mundo que já não existem mais.

Por isso hoje resolvi fazer uma singela homenagem de morte à esses caras que fizeram a minha infância super feliz e que me alegram com suas músicas até hoje, 20 anos depois.





Obrigada Mamonas Assassinas.

 

Homenagem: Mamonas Assassinas

6 ideias sobre “Homenagem: Mamonas Assassinas

  • 2 de Março de 2016 em 14:42
    Permalink

    Belas palavras! Eu pode ir nesse show. Lembro pouco, mas lembro muito da irreverência, alegria deles. Uma perda muito grande.

    Resposta
    • 6 de Março de 2016 em 20:16
      Permalink

      Mesmo lembrando pouco, pelo menos conseguiu ir né?
      Não fui no deles, mas fui no da Sandy e Junior que foi em 95 ou 96 kkkkk. Também lembro pouco.
      Beijo

      Resposta
  • 2 de Março de 2016 em 21:46
    Permalink

    Também era pequena quando eles morreram (tinha 6 anos), mas me lembro de dançar as músicas deles nas festinhas da minha família, com toda a inocência de criança rs.
    Foi uma grande tragédia, mas acredito que eles cumpriram a missão deles na terra. Como diria Renato Russo, “Os bons morrem jovens…”

    Bjus!!

    Resposta
    • 6 de Março de 2016 em 20:17
      Permalink

      Verdade!
      Lembro que eu e minha irmã passávamos tardes dançando e pulando as músicas deles na casa de uma vizinha nossa. Bons tempos! hahaha

      beijos

      Resposta
  • 4 de Março de 2016 em 00:14
    Permalink

    Eu tinha só 2 aninhos quando eles morreram 🙁 não entendia nadica de nada da vida haha!
    Fui conhecendo eles pouco a pouco conforme fui crescendo, e como sempre fui meio lerdinha pra entender piadas e coisas de duplo sentido, demorei MUITO pra entender as letras haha! E ao mesmo tempo que eu fico pensando “meu Deus, como eu pude cantar isso quando criança!”, também penso que as crianças antigamente eram muito mais inocentes e os adultos eram menos chatos!
    Queria muito que eles não tivessem morrido assim tão cedo e tão tragicamente…

    Resposta
    • 6 de Março de 2016 em 20:19
      Permalink

      Não fosse a única, Ana! Demorei muuuuito tempo pra entender tanto as músicas deles, como as da Comunidade Nin-Jitsu (outra banda que eu gosto com letras meio q no estilo deles) hahaha.
      Mas a ingenuidade que a gente tinha com as músicas era natural, o que me assusta é ver que as crianças de hoje em dia já entendem tudo!!! kkkkk
      Beijos

      Resposta

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *