Olá, pessoas! Como estão? Por aqui tudo tranquilo.

Dando continuidade aos lugares que eu gostei de conhecer no Peru, hoje vou fazer um pouco sobre a Laguna de Conache.

laguna-conache-peru

Confesso que me perco um pouco nas cidades, bairros e estados do Peru, porque lá não é bem igual aqui. Enfim, quando fui à Laredo pela primeira vez, minha host falou que era um bairro mais afastado de Trujillo, porém pesquisando um pouco mais sobre Conache encontrei que Laredo é a cidade onde fica a Laguna. Então vou chamar Laredo de cidade e não de bairro.

A Laguna Conache fica situada na cidade de Laredo, no estado de La Libertad. Está a 14km de Trujillo, e essa região pertence à cultura Mochica, da era pré-Inca.

Esse local é mais conhecido por causa de suas dunas e todas as agências de turismo da região fazem tuors para lá divulgando o sandboard. E nós fomos para lá justamente por isso.

Aqui em Santa Catarina nós temos esse “esporte”, porém confesso que nunca tinha me animado em ir, talvez porque nunca tive um grupo de amigos que estivessem a fim de fazer. E como lá todos os meus colegas do projeto estavam querendo, nós fomos nos divertir em um sábado. Fizemos esse passeio no dia 14 de janeiro de 2017.

laguna-conache-peru4

O lugar é muito legal e nós nos divertimos muito. Porém eu achei as coisas um pouco caras e um pouco mal organizadas. Não tudo, mas algumas coisas. Explico em seguida.

Lá eles cobram para TUDO! Tudo mesmo! Você paga para entrar no parque, paga para alugar a prancha, paga para entrar nas dunas e o restaurante é caro, se comparado com muitos lugares até melhores em Trujillo.

Nós chegamos por volta das 10h da manhã, para poder aproveitar o dia, o que foi muito bom porque mais tarde começou a fechar o tempo (mas não choveu). Fomos de kombi do Centro de Trujillo até Laredo e da parada final da kombi eles fecharam um preço para nos levar até a porta do parque. Eles nos cobraram 25 soles nesse percurso a mais, que dividido entre todos nós ficou 4 soles para cada um, mais o 1,50 que já havíamos pagado da passagem normal.

Na entrada se eu não me engano nos cobraram mais 3 soles para entrar. Se alguém quiser conhecer o lugar fica a dica: levem muitas moedas porque eles reclamam de dar troco. (Pelo menos reclamaram com a gente).

Quando chegamos logo avistamos uma Alpaca e ficamos loucos! Principalmente porque todos queríamos conhecer Lhamas e esses animais não são típicos das áreas mais quentes da costa do Peru. Fomos garantir nossas fotos.

laguna-conache-peru-alpaca

Depois fomos alugar as pranchas para o sandboard, cada uma custa 15 soles, e tem uma maior que se eu não me engano é 20. Nós estávamos em 6 pessoas, então alugamos 3 pranchas para revesarmos em duplas e também para ficar mais barato. A parte boa é que a gente aluga a prancha e pode ficar o dia todo com ela. Na hora do aluguel é necessário deixar a Identidade de alguma pessoa responsável pelas pranchas, geralmente eles pedem uma para cada prancha, mas nós conseguimos deixar apenas uma pelas três.

laguna-conache-peru5

Depois fomos para as dunas, quando chegamos na entrada, cobraram mais 1 sol por pessoa para poder fazer o sandboard. Achei isso o cúmulo, mas quem sou eu para me meter na cultura deles, né? Podemos ficar quanto tempo quisermos descendo as dunas, mas acredito que quando as pessoas saem para almoçar e voltam, devem cobrar novamente esse 1 sol, como nós não voltamos eu não sei dizer ao certo, mas acredito que sim.

Ficamos subindo e descendo até não aguentarmos mais. Nos divertimos horrores! Dica: vá de tênis, porque as dunas são muito quentes! Leve muita água, protetor solar e recomendo roupas leves também.

O importante é a diversão ????

A post shared by Camila Belli Kraus (@kmilabk) on

Quando cansamos, fomos almoçar e achei tudo muito caro no restaurante. Eu comi pollo a milanesa se não me engano, e cada prato saiu 17 soles. Outra coisa que achei muito ruim, foi que fizemos os pedidos todos juntos e o restaurante não aceitou o pagamento individual. Por que? Eu não sei, talvez não queriam dar troco pra todo mundo, então nós tivemos que ficar um tempão catando moedas para fechar o valor certinho para cada um. Foi um saco isso, porque eles não fizeram o pedido enquanto não pagamos o valor exato, sem precisar de troco.

laguna-conache-peru-almoço

Mas enfim, probleminhas a parte, o passeio foi muito divertido. Ao todo a bricadeira saiu em torno de 50 soles por pessoa. Contando todas as entradas no parque, aluguel da prancha, almoço e transporte. Não faço a menor ideia de quanto eles cobram para fazer os tuors para lá, mas de repente até compensa mais do que fazer o passeio por conta, é questão de dar uma pesquisada.

laguna-conache-peru3

Esse foi o passeio de hoje, espero que tenham gostado 🙂

Beijos e bom final de semana!

 

Perdeu alguma postagem sobre a viagem? Leia nos links abaixo:

 

Faça reservas para a sua próxima viagem através do Booking. Pelo link você encontra as melhores ofertas e me ajuda a manter o blog 🙂



Booking.com

Diário de Bordo: Laguna de Conache – Laredo – Perú
Classificado como:                                            

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *