Olá, pessoas! Como estão?

Sei que estou sumida e toda semana fico pensando “preciso postar, preciso postar”, mas cadê tempo? Nossa, não imaginei que esse semestre seria tão puxado como está sendo no Mestrado, estou até com medo de não dar conta! Mas força na peruca que vai dar tudo certo.

Tenho refletido também sobre o futuro do blog até terminar o mestrado, porque eu realmente tenho tido pouco assunto para poder escrever (apesar de ainda faltar pelo menos duas postagens da viagem ao Peru), então mesmo quando sobra um tempinho, fico sem saber o que escrever. Principalmente porque o tema principal do blog é livros e o que eu menos fiz esse ano foi ler livros, e acredito que vocês não estejam interessados nos artigos científicos que tenho lido hahaha. Enfim, tenho ouvido muita coisa legal, então de repente eu acabe deixando o blog um pouco mais musical.

one more ligth linkin park

Quem me conhece sabe que sou fã do Linkin Park desde 2003, e que eles fizeram parte do final da minha infância, adolescência e continuam fazendo parte até hoje. E hoje, 19 de maio de 2017 eles lançaram seu mais novo álbum de estúdio, intitulado One More Light. Fiquei aqui tendo uma briga interna comigo mesma e decidindo se postaria sobre o disco ou não, mas decidi que divulgar a banda é mais importante do que as frustrações que tive com eles recentemente, que não vem ao caso aqui hehehe.

Então decidi ajudar a espalhar o novo CD da minha banda preferida.

Desde 2010 mais ou menos o Linkin Park tem “apresentado” propostas diferentes pra todos os seus álbuns, testando novos estilos musicais e meio que fugindo do senso comum. Eu particularmente sempre achei isso sensacional, e apesar de musicalmente diferente, os discos lançados desde então nunca perderam a essência da banda. Até agora que chegou o One More Light.

Tenho uma opinião dividida sobre essas músicas. Gostei de metade do CD, e a outra metade não me cativou. Confesso que isso me deixou triste, mas, mesmo sendo fã, não sou obrigada a gostar de tudo que eles produzem e sabia que mais cedo ou mais tarde iria chegar um momento que não fosse me agradar muito. Eu gosto de música pop, e pouco – bem pouco – de música eletrônica, e até então as junções que eu havia ouvido dos dois estilos musicais até que me agradavam, mas com o LP achei que faltou algo, não me convenceu. Mas as letras são incríveis e todas que eu ouvi ao vivo, soaram muito melhores do que no disco. Apesar de todas as mudanças durante esses anos, o pop não caiu bem para eles.

Mas a minha ideia com esse post não é ficar falando mal, até porque isso é bem pessoal mesmo, sempre digo que gosto é gosto  e não se discute. Até porque tem muito fã amando o CD, então estou apenas dando a minha humilde opinião. Porém prefiro que cada um tire suas próprias conclusões sobre as músicas e por isso estou compartilhando com vocês 🙂

Desde a meia noite elas já estão disponíveis em todas as plataformas digitais, tanto para stream,  quanto para compra. Deixo aqui como sempre o link do spotify para ouvir.

Destaco as músicas que gostei: Invisible (que música boa, meu deus!), Heavy (que letra incrível!), One More Light, Talking to myself e Good Goodbye.

E deixo os dois clipes já lançados:

 

Aproveito para deixar a versão ao vivo de One More Light, cantada pela banda no programa de Jimmy Kimmel em homenagem ao Chris Cornell, encontrado morto ontem em Detroit. Outro grande nome que se vai! 🙁

 

 

E vocês, o que acharam?

Beijos

 

Você pode comprar o CD nos links:

 

 

Música: Linkin Park lança One More Light

2 ideias sobre “Música: Linkin Park lança One More Light

  • 19 de maio de 2017 em 21:15
    Permalink

    Gosto é gosto e não se discute! Concordo contigo e, não foi só você que ficou dividida com esse CD novo, acredito. Linkin Park já fez músicas melhores e clipes melhores, porque esse clipe de Good Goodbye: wtf?? kkkk

    Resposta

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *