Olá, pessoas, tudo bem? Espero que esteja tudo bem por aí e que vocês estejam se cuidando!

Ainda um pouco na onda de pandemia e tudo o mais (talvez os próximos posts todos tenham alguma relação com isso), resolvi compartilhar com vocês um pouco da minha saga com a meditação.

Não é de hoje que vejo e leio conteúdos que abordam as vantagens da meditação. Também conheço algumas pessoas que já me contaram suas experiências e algumas mudanças positivas que tiveram na vida com esse hábito. Então, depois de muito sofrer de ansiedade, de tentar tratamentos e tal, eu resolvi tentar.

Antes de começar, gostaria de fazer uma introdução básica sobre a meditação, caso alguém não saiba o que é:

meditação é uma técnica que desenvolve habilidades como a concentração, tranquilidade e o foco no presente. Trata-se de uma prática ancestral, com raízes na sociedade oriental.

Fonte: Minha vida.

Como tudo começou

A minha saga com a meditação começou em 2018. Testei os mais variados tipos de aplicativos que vocês podem imaginar, com certeza foram pelo menos 10 ou mais, e nenhum “me prendeu”. Nenhum “me convenceu” de suas vantagens. Alguns nem consegui testar porque era obrigatório a assinatura pra funcionar. Eu não estava disposta a pagar por algo que eu nem sabia se funcionaria. Então desisti.

Um tempo depois, uma amiga comentou que estava conseguindo meditar com uns vídeos no youtube, que se sentia muito melhor (não recordo qual era o problema dela na época, talvez stress ou ansiedade). Resolvi tentar de novo. Tentei vários vídeos. Não consegui. Sempre tinha algum defeito que me fazia desistir, tipo: longo demais, voz da pessoa é chata, a música de fundo não combina, qualidade ruim da gravação de áudio e por aí vai. Desisti.

Em agosto do ano passado passei em um Programa de Doutorado e desde então venho cumprindo as disciplinas obrigatórias do programa. Entrei para um programa em uma área que não tenho domínio, pois não tenho a base inicial da Administração (pois sou formada em Comunicação e mestrado em Turismo), então percebi que o primeiro um ano e meio do doutorado ia ser muito sofrido, pois teria que estudar muito pra conseguir acompanhar meus colegas. Além disso, a carga de leitura das disciplinas é muito maior do que eu estava acostumada no Mestrado (isso que eu gosto de ler! rs).

Logo as leituras começaram a se acumular, os trabalhos aumentando cada vez mais a complexidade e eu tentando correr atrás do conteúdo que eu não tinha conhecimento. Logo o stress veio, com ele o cansaço e o desespero (por sorte, sem crises de ansiedade). Aí eu percebi que precisava de algo pra me ajudar a manter o foco e principalmente a sanidade mental. Nisso, lembrei da meditação.

Resolvi buscar aplicativos de novo pra tentar mais uma vez e me deparei com o Meditopia, esse app não havia aparecido nas minhas buscas passadas. (Essa publicação não é publi, eu realmente gostei do app). Resolvi tornar a meditação um hábito em dezembro de 2019. Pra ser mais exata, comecei a usar o aplicativo no dia 11 de dezembro. Demorou um pouco até eu me acostumar e criar o hábito de realmente fazer isso todos os dias, mas ainda estou aprendendo essa técnica.

Como estou aprendendo, é aí que entra o aplicativo. Achei ele muito mais funcional que os outros que testei, ele tem opções pra gente ouvir sem precisar fazer a assinatura e começou a me ajudar bastante! De lá pra cá eu falhei alguns dias pois acabei esquecendo de meditar. Mas estou tentando criar o hábito de fazer isso todo os dias, sem falta, nem que seja por 2 minutos. Estou meditando todos os dias sem falhar desde o dia 18 de março, ou seja, quase 2 meses.

Como vocês podem ver, tem dias que faço meditações mais longas e outros, mais curtas. Isso depende do meu estado de espírito do dia e qual a necessidade que tenho no momento. Inclusive, teve alguns dias que cheguei a fazer 2 meditações.

Porque eu gostei do aplicativo Meditopia:

  • Prático de mexer, você encontra as meditações facilmente;
  • Ele te envia avisos todos os dias pra te lembrar de meditar, na hora que você configurar;
  • Tem mais de 10 opções de meditações gratuitas (são mais, mas eu nunca contei);
  • De tempos em tempos eles liberam novas meditações e bloqueiam outras;
  • Por um tempo eu conseguia ouvir as Meditações Diárias (que são publicadas novas todos os dias);
  • Eles mandam todo dia de manhã uma Inspiração Diária;
  • Mostra quantos dias você meditou;
  • Mostra a quantidade de minutos meditados;
  • Mostra quantos dias seguidos você está meditando;
  • Tem desafios para você pegar o hábito da meditação (tipo: medite por 5 dias, medite por 15 dias…);

Vale lembrar que esses itens acima são baseados na época que eu ainda não era assinante do aplicativo. Faz mais ou menos 2 semanas que resolvi virar premium e fiz uma assinatura anual, para poder fazer todas as meditações do app.

Mas acredito que o mais interessante pra maioria das pessoas é: tá, mas quais benefícios você percebeu em tão pouco tempo?

  • Foco
  • Autocontrole
  • Melhora no sono
  • Menos ansidade
  • Autoconhecimento

Como comentei, sou uma pessoa muito ansiosa e as técnicas de respiração que estão presentes em praticamente todas as meditações do app me auxiliaram a controlar a ansiedade por meio da respiração. Para quem não sabe, normalmente as crises de ansiedade duram 90 segundos, se você não aprender a controlar, esses 90 segundos entram em um loop sem fim até você conseguir recuperar seu controle. Focar na respiração faz você esquecer o motivo de estar ansiosa e quebra o loop após os primeiros 90 segundos.

Consigo ter um foco maior nas coisas que preciso fazer. Ainda procrastino? Claro que sim, sou ser humano. Mas quando medito logo pela manhã consigo trazer mais clareza para o meu dia e com isso,  aumentar o foco e produtividade. Consigo também controlar um pouco meu stress, novamente por meio das técnicas de respiração. E comecei a me conhecer melhor e saber o que funciona e não funciona em determinadas áreas da minha vida. Acredito que no longo prazo, os benefícios ficarão ainda mais nítidos.

E também é legal acordar todos os dias com uma mensagem legal e/ou positiva no seu celular 🙂

Como virei assinante Premium, os amigos que baixarem o app pelo “meu” link, ganham 1 mês gratuito para teste do Premium. Lembrando que não é publi, podem usar tranquilamente, porque eu testei e gostei, por isso estou indicando. O nome do App é Meditopia, e se quiser esse um mês, basta clicar aqui.

Espero que tenham gostado! Agora me contem, vocês tem o hábito de meditar?

Beijos e se puderem, fiquem em casa! 🙂

Novos Hábitos: Meditação (App Meditopia)

2 ideias sobre “Novos Hábitos: Meditação (App Meditopia)

  • 18 de maio de 2020 em 23:35
    Permalink

    Oi Camila, fazia muito meditação antes de ter meus filhos e quando estavam na creche, isso me fazia muito bem, mas com eles em casa se torna uma missão impossivel, mas como disse acima faz muito bem a saúde, principalmente se sua mente é bem ativa e não desliga por um minuto. Beijos!

    Resposta
    • 11 de junho de 2020 em 11:50
      Permalink

      Imagino que deve ser difícil mesmo! Muitas vezes quando meu dia é muito corrido eu acabo meditando antes de dormir, quando já estou na cama.
      De repente você pode voltar dessa maneira 🙂
      Assim também deve ajudar a diminuir um pouco o “peso” de cuidar das crianças, imagino que deve ser muito cansativo ter filhos! hehehehe.
      Beijos

      Resposta

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *