Olá, pessoas! Como estão?

Eu sigo atolada de coisas para fazer, mas vou tentar não deixar o blog tanto tempo parado como ficou no início do mês.

Sei que já passamos da metade, mas como não deu tempo, acabei não postando as minhas leituras do mês. Novamente escolhi três livros, mas sinceramente nem sei se vou dar conta. Mas vou tentar.

Minha meta do mês de Abril foi alcançada mas as resenhas ainda não saíram. Conforme eu for conseguindo escrever, vou postando :).

o-que-eu-vou-ler-em-maio

Os livros escolhidos para Maio foram:

Como eu era antes de você

Aos 26 anos, Louisa Clark não tem muitas ambições. Ela mora com os pais, a irmã mãe solteira, o sobrinho pequeno e um avô que precisa de cuidados constantes desde que sofreu um derrame. Sua vidinha ainda inclui o trabalho como garçonete num café de sua pequena cidade – um emprego que não paga muito, mas ajuda com as despesas – e o namoro com Patrick, um triatleta que não parece muito interessado nela. Não que ela se importe.
Quando o café fecha as portas, Lou é obrigada a procurar outro emprego. Sem muitas qualificações, consegue trabalho como cuidadora de um tetraplégico. Will Traynor tem 35 anos, é inteligente, rico e mal-humorado. Preso a uma cadeira de rodas depois de ter sido atropelado por uma moto, o antes ativo e esportivo Will agora desconta toda a sua amargura em quem estiver por perto. Sua vida parece sem sentido e dolorosa demais para ser levada adiante. Obstinado, ele planeja com cuidado uma forma de acabar com esse sofrimento. Só não esperava que Lou aparecesse e se empenhasse tanto para convencê-lo do contrário.
Uma comovente história sobre amor e família, Como eu era antes de você mostra, acima de tudo, a coragem e o esforço necessários para retomar a vida quando tudo parece acabado.

O poder da ação

Acorde para os objetivos que quer conquistar.
Já aconteceu a você de se olhar no espelho e não gostar daqueles quilos a mais? De observar seu momento profissional somente com frustração? De se sentir desconectado dos seus familiares, dos seus amigos? Se você acha que essas são situações normais, pense de novo! Só porque isso acontece com várias pessoas não quer dizer que a vida deva ser assim. Só porque algo se torna comum, não significa que seja normal!
Neste livro, Paulo Vieira lhe convida a quebrar o ciclo vicioso e iniciar um caminho de realização. Para isso, ele apresenta o método responsável por impactar 250 mil pessoas ao longo de sua carreira – e que pode ser a chave para o que você tanto procura. No decorrer destas páginas, o autor lhe entrega uma bússola. E para conseguir se guiar por ela você terá de assumir um compromisso com a mudança. Preparado?
Aproveite todas as provocações e os desafios propostos nesta obra para conseguir, de fato, fazer o check-up completo sobre si mesmo. Acorde, creia, comunique, tenha foco, AJA! Pare de adiar sua vida e seja quem quer ser a partir de agora.
Não existe outra opção. E está em suas mãos reescrever seu futuro.

The Beatles Vs The Rolling Stones

Há meio século, todo e qualquer jovem que começa a desbravar o mundo do rock’n’roll, cedo ou tarde, chega a um impasse: Beatles ou Rolling Stones? Inicialmente insuflada pelas estratégias de marketing dos próprios grupos, a disputa acerca da supremacia no reino do rock faz parte do imaginário de gerações e gerações, acendendo calorosos debates.
E se fosse possível tirar a paixão do caminho? E se fosse promovida uma discussão objetiva, técnica, isenta? Isso permitiria chegar a uma conclusão definitiva?
Com esse ponto de partida, o livro The Beatles vs. The Rolling Stones: a grande rivalidade do rock’n’roll põe as bandas lado a lado num detalhado exame comparativo de cada um dos aspectos que as transformaram em lendas. Numa divertida série de “batalhas”, a obra põe em confronto os respectivos vocalistas, guitarristas, bateristas, baixistas, composições, discografias, caminhos criativos e até imagens públicas de Beatles e Stones. O livro é todo desenvolvido na forma de diálogos entre os autores Jim DeRogatis e Greg Kot.
Como não poderia deixar de ser, as divergências afloram como polêmica à medida que os autores mergulham nas minúcias do imaginário combate. Não se trata, porém, do embate entre um beatlemaníaco contra um stonemaníaco, mas, sim, do cruzamento de diferentes opiniões e julgamentos sobre as características de cada banda, com um sincero empenho apartidário por parte de cada autor.
Feito para entusiasmar (ou, às vezes, enfurecer) fãs de parte a parte, The Beatles vs. The Rolling Stones é sério candidato a item de colecionador, com sua riquíssima coleção de fotos e reproduções de capas de álbuns e cartazes de shows. Tudo isso acompanhado de muita informação extra.

Então essas são as minhas leituras desse mês. Já estou terminando O Poder da Ação e na metade do Como Eu era Antes de você, então espero que eu dê conta de terminar até o final do mês hehehe.

E vocês, já leram esses livros? Gostaram?

Beijos e boa semana à todos.

O que eu vou ler: Maio

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *