Olá, pessoas! Todos bem?

Primeiramente gostaria de desejar um feliz dia da mulher para todas as mulheres. Não pensei em nenhuma postagem “comemorativa” porque não acho que eu leve muito jeito para a coisa… hahaha.

Então hoje vai sair a série “o que eu vou ler” com as minhas leituras de março.

No mês passado os livros escolhidos foram 3 da série Feios: Perfeitos, Especiais e Extras. Todos foram lidos e já saiu resenha, você pode ler cada uma delas clicando nos títulos na frase a cima.

o-que-eu-vou-ler-março

Como ainda estou com muito tempo livre, esse mês resolvi separar seis livros. Os escolhidos foram: 4 livros do Harlan Coben: Desaparecido para Sempre, Alta Tensão, Uma questão de segundos e Sem deixar Rastros. Cabeça de Porco do Mv Bill, Luiz Eduardo Soares e Celso Athayde e Precisamos falar sobre Kevin, do Leonel Shriver.

Para quem quiser conhecer um pouco mais sobre os livros, segue as sinopses de cada um.

Cabeça de Porco

cabeca-de-porco‘Cabeça de Porco’ é o resultado de um trabalho em duas fontes: entrevistas e filmagens feitas por MVBill e seu empresário Celso Athayde nos últimos 15 anos em favelas de nove estados brasileiros sobre crianças e jovens que vivem no mundo do crime, suas razões e a dimensão humana de suas vidas. A esta pesquisa original, relatada com a emoção de quem assistiu de perto à situações perigosas, se associam os textos do antropólogo Luiz Eduardo Soares – um conjunto de registros etnográficos apurados ao longo dos últimos sete anos, sobre juventude, violência e polícia. O propósito do livro é traçar um painel realista sobre a violência instalada no Brasil. A intenção não é denunciar. É compartilhar com os leitores preocupações e reflexões, na perspectiva de manter viva a esperança.

Precisamos falar sobre Kevin

Lionel Shriver realiza uma espécie de genealogia do assassínio ao criar na ficção uma chacina precisamos-falar-sobre-o-kevin-resenha-livrosimilar a tantas provocadas por jovens em escolas americanas. Aos 15 anos, o personagem Kevin mata 11 pessoas, entre colegas no colégio e familiares. Enquanto ele cumpre pena, a mãe Eva amarga a monstruosidade do filho. Entre culpa e solidão, ela apenas sobrevive. A vida normal se esvai no escândalo, no pagamento dos advogados, nos olhares sociais tortos.
Transposto o primeiro estágio da perplexidade, um ano e oito meses depois, ela dá início a uma correspondência com o marido, único interlocutor capaz de entender a tragédia, apesar de ausente. Cada carta é uma ode e uma desconstrução do amor. Não sobra uma só emoção inaudita no relato da mulher de ascendência armênia, até então uma bem-sucedida autora de guias de viagem.
Cada interstício do histórico familiar é flagrado: o casal se apaixona; ele quer filhos, ela não. Kevin é um menino entediado e cruel empenhado em aterrorizar babás e vizinhos. Eva tenta cumprir mecanicamente os ritos maternos, até que nasce uma filha realmente querida. A essa altura, as relações familiares já estão viciadas. Contudo, é à mãe que resta a tarefa de visitar o “sociopata inatingível” que ela gerou, numa casa de correção para menores. Orgulhoso da fama de bandido notório, ele não a recebe bem de início, mas ela insiste nos encontros quinzenais. Por meio de Eva, Lionel Shriver quebra o silêncio que costuma se impor após esse tipo de drama e expõe o indizível sobre as frágeis nuances das relações entre pais e filhos num romance irretocável.

Desaparecido para Sempre

desaparecido-para-sempre“Desaparecido para sempre é um dos mais originais e envolventes thrillers da atualidade… O suspense cresce aos poucos e o desfecho deixará até o mais experiente leitor suspenso e chocado.” – Bookpage
No leito de morte, a mãe de Will Klein lhe faz uma revelação: seu irmão mais velho, Ken, desaparecido há 11 anos e acusado do assassinato de sua vizinha Julie Miller, estaria vivo. Embora a polícia o considere um fugitivo, a família sempre acreditou em sua inocência.
Ainda aturdido por essa descoberta e tentando entender o que realmente aconteceu com seu irmão, Will se depara com outro mistério: Sheila, seu grande amor, some de repente, e o FBI suspeita do envolvimento dela no assassinato de dois homens. Apesar de estarem juntos há quase um ano, Sheila nunca revelou muito sobre o seu passado.
Enquanto isso, Philip McGuane e John Asselta, dois criminosos que foram amigos de infância de Ken, passam inexplicavelmente a rondar a vida de Will.
Para descobrir a verdade por trás desses acontecimentos, ele conta apenas com a ajuda de Squares – seu colega de trabalho em uma fundação de assistência a jovens carentes e proprietário de uma escola de ioga famosa entre as celebridades, o que lhe garante acesso a topo tipo de pessoas e de informações.
Mestre do thriller de ação, Harlan Coben se supera nesta eletrizante história cheia de incríveis reviravoltas. Um suspense que mostra a busca pelo assassino, pela vítima e, acima de tudo, pela verdade.

Uma questão de segundos

Mickey Bolitar nunca teve uma vida normal. Até os 15 anos, ele morou em diversos países por causa do trabalhoUma_questao_de_segundos beneficente dos pais. Quando, por fim, os três se estabeleceram nos Estados Unidos, o pai morreu em um acidente de carro e a mãe acabou internada em uma clínica de reabilitação. Forçado a morar com seu tio Myron, Mickey descobre que está sendo vigiado por uma organização secreta chamada Abrigo Abeona e começa a investigá-la.
Uma das poucas pessoas que podem ajudá-lo é dona Morcega, uma vizinha reclusa e de passado obscuro, mas suas revelações geram mais confusão. Quando mostra a Mickey a foto de um nazista cruel que perseguiu a família dela, ele reconhece o paramédico que anunciou a morte de seu pai. Será que o homem mentiu e Brad Bolitar ainda está vivo?
Enquanto Mickey é assombrado pelas dúvidas, a tragédia se abate sobre a cidade de Kasselton. Durante um suposto assalto, a mãe de sua amiga Rachel Caldwell morre e a garota é baleada. Com receio de que o incidente seja mais um ataque às pessoas que estão ligadas ao Abrigo Abeona, Mickey se junta aos amigos Ema e Colherada para descobrir quem é o criminoso.
Nesta sequência da série iniciada com Refúgio, Mickey precisa correr para proteger aqueles que mais ama, ainda que não saiba exatamente quem é o inimigo.

Sem deixar rastros

SEM_DEIXAR_RASTROSMyron Bolitar parecia destinado a uma carreira de sucesso na NBA quando uma lesão no joelho o afastou das quadras para sempre. Porém, 10 anos depois, o agente esportivo e detetive particular com passagem pelo FBI está de volta ao jogo – não para cumprir seu destino como astro do basquete, mas para desvendar mais um mistério.
O ídolo dos Dragons de Nova Jersey, Greg Downing, maior adversário de Myron na época da faculdade, desapareceu sem deixar rastros pouco antes das finais do campeonato nacional. À frente do caso, com a ajuda de seus dois fiéis escudeiros, Win e Esperanza, Myron trabalhará infiltrado entre os jogadores para tentar obter informações capazes de levar ao paradeiro do antigo rival, com quem também competiu pelo amor de uma mulher.

Alta Tensão

Um dos autores mais lidos no mundo, Harlan Coben traz uma nova história com seu personagem mais premiado.ALTA_TENSAO_harlan-coben Myron Bolitar ficará frente a frente com um passado de mentiras e traição.
Uma mensagem anônima deixada no Facebook da ex-estrela do tênis Suzze T põe em dúvida a paternidade de seu filho. Grávida de oito meses, ela pede a ajuda de seu agente e amigo Myron Bolitar para descobrir o responsável por essa intriga e trazer de volta seu marido, o astro do rock Lex Ryder, que saiu de casa depois de ler o texto.
Descobrir o paradeiro de Lex não é tarefa difícil para um ex-agente do FBI. Mas, na mesma boate onde o encontra, Myron é surpreendido ao ver Kitty, a mulher que fugiu com seu irmão, Brad, e o afastou para sempre da família.
Tentando ajudar a amiga e reencontrar o irmão mais novo, Myron se vê preso numa rede de segredos obscuros que põe em risco as pessoas que ele mais ama. Agora, só a verdade poderá salvá-las. Mas, para que ela prevaleça, nenhuma mentira pode restar – seja ela de Suzze, Lex, Kitty ou do próprio Myron.
Nesta premiada história, Harlan Coben mais uma vez consegue construir uma trama envolvente, que fala de fama, ganância e rivalidade e surpreende por seu toque humano. Na aventura mais difícil de Myron Bolitar, seu passado vem à tona e, junto com ele, feridas que jamais se fecharão.

Esses foram os livros que escolhi esse mês e conforme for concluindo as leituras, vou postando as resenhas para vocês.

Alguém já leu algum desses livros?

Beijos

O que eu vou ler: Março

3 ideias sobre “O que eu vou ler: Março

  • 8 de Março de 2016 em 20:47
    Permalink

    Do Harlan Coben só li, e duas vezes, Não Conte A Ninguém, bom demais, eu achava que tinha outro livro dele, mas não encontrei no Skoob, ou não olhei com calma, em março li o livro que eu queria, Os Impostores do Chris Pavone, e hojee comprei Tigres Em Dia Vermelho, de Liza Klaussmann, era o livro que eu mais esperava, Os Impostores, fantástica trama, e de espionagem, surgiu numa lida num blog. Hoje em dia sigo muitos blogs de sugestões de livros, e leio quando dá vontade (risos). Beijos, e parabéns pelo dia internacional da mulher, também não sou bom em posts de datas, não sei o que escrever, mas deixei alguma coisa, uma frase, saiu, e uma foto da internet, usando muitas fotos da internet, porque as minhas não tenho passado para o meu computador, nem tenho salvado do celular para o computador.

    Resposta
  • 8 de Março de 2016 em 23:18
    Permalink

    Uau, uma longa lista! Deu pra ver que esse mês você quer mergulhar em suspense haha.
    Adorei os título e vou esperar pelas resenhas.
    Beijoss

    Resposta
    • 31 de Março de 2016 em 16:35
      Permalink

      Sim, muito suspense! hahaha
      Já saiu resenha de alguns deles 🙂

      Beijos

      Resposta

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *