Olá, pessoas! Como estão?

Hoje vou fazer a resenha do livro A arte de correr na Chuva, do Garth Stein. Livro que inspirou o filme Meu amigo Enzo, lançado em 2019.

 

O livro conta a história de Enzo, e também é narrado por ele. O Enzo no caso, é o cachorro do Danny, personagem principal da história.

A narrativa começa nos dias finais de Enzo, onde ele conta tudo que vem enfrentando na sua velhice. A partir daí, ele começa a desenrolar a sua história e de Danny desde o dia em que ele chegou na sua vida.

O livro é muito divertido e, confesso que achei bem interessante o fato de ser narrado pelo cachorro. Claro que não tem como a gente saber disso, mas ao mesmo tempo eu ficava me perguntando se seria assim mesmo que nossos animais de estimação viam a vida. É uma perspectiva diferente de tudo que eu já havia lido antes.

É muito bacana ver a perspectiva do cachorro sobre as diversas fases da vida do Danny, que vão desde sua época de solteiro, até se casar e ter sua filha. O mais bonito é acompanhar toda uma história de vida de uma pessoa e seu fiel escudeiro.

A história se desenrola de um jeito surpreendente, que eu particularmente não estava esperando e isso acaba surpreendendo o leitor. Mas ao mesmo tempo, fez com que a leitura ficasse um pouco mais arrastada da metade para o final do livro. Mas depois que se encerra o “capítulo” dessa parte específica do livro que eu achei muito chata, ele volta a fluir melhor e a narrativa é encerrada de forma que eu achei muiiiiiito legal!

Outro fato interessante é que o Enzo assistiu um documentário no discovery que dizia que os cães, quando morrem e estão preparados, renascem em forma humana. Ele acredita fortemente que isso acontecerá com ele, então a narrativa também é baseada nesse desejo de ser tornar humano em outra vida.

Esse é aquele tipo de livro que te faz rir e se emocionar. De uma forma geral, gostei da leitura apesar de não ter gostado de algumas partes. A adaptação para o cinema ficou muito bacana também, principalmente porque toda a parte que eu não gostei do livro, foi modificada para as telas (imagino para não deixar o filme com clima tenso e ao mesmo tempo ficar com classificação 18+), então a versão do cinema me agradou bastante em relação a isso, e foi bem fiel no restante do filme.

Outra coisa que eu achei bacana é que o Danny participa de corridas de carro e um dos seus maiores ídolos (e do Enzo também) é o Ayrton Senna, tanto que o livro abre com uma frase do Senna “Com o seu poder mental; sua determinação, seu instinto e também a experiência, você pode voar muito alto”.

Assim como o Senna, Danny é especialista em correr na chuva e ele e o Enzo são apaixonados por velocidade.

Esse livro me marcou de forma mais especial, pois foi a primeira leitura que fiz totalmente em inglês. Quem me deu de presente foi minha prima na época que eu estava com ela na Inglaterra, e eu perguntei se ela poderia me emprestar algum livro de fácil leitura para eu tentar. No fim ela acabou me dando o exemplar, e eu levei muito mais tempo do que imaginava para ler. Mas o importante é que consegui finalizar e fiquei muito feliz com o fato de finalmente ter destravado meu medo, achando que eu nunca seria capaz de fazer leituras completas em inglês. Esse livro foi o start de tudo hahaha.

Recomendo a leitura, principalmente para pessoas que gostam de livros que envolvem pets.

 Nos ajude a manter o blog comprando nos nossos links de afiliado:

Resenha: The art of racing in the rain (A arte de correr na chuva)

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *