Essa série teve início no nosso Instagram (já seguiu lá? @blogapenasimagine) e resolvemos postar por aqui também porque os textos ficaram muito grandes para o caption do Instagram, assim, facilita a leitura:

Mais uma postagem da nossa série sobre o Tesouro Direto!

  • Hoje vamos entender os nomes dos títulos públicos oferecidos e também o que são aqueles números todos.

➡️ Tesouro Selic: É o título atrelado a taxa Selic, por isso tem este nome. Ele sempre vai render a Selic Over, que é um valor um pouco abaixo da Selic Meta. A Selic Meta é o valor que vemos nos noticiários (2,25%), isso significa que a Selic Over está rendendo 2,15%). Esse é o título ideal para quem está querendo montar a reserva de emergência.

➡️ Tesouro PREFIXADO: Os títulos prefixados são aqueles que possuem uma taxa de juros de rendimento anual, ou seja, se eu compro um título hoje com rendimento de 5% a.a, meu dinheiro vai render esse valor até o prazo final dele, independente do valor da Taxa Selic e do IPCA.

➡️ Tesouro IPCA+: esses títulos possuem duas rentabilidades, uma é atrelada a taxa de juros acordada no dia da compra (exemplo: 5%) e outro ao IPCA. O que isso significa? Que se você comprar esse título hoje, e ao final do prazo a média do IPCA foi de 5% também, seu título terá rendido 10% a.a. Pra que ele serve? Para proteger nosso dinheiro da inflação, pois ele sempre irá render mais do que a inflação do período. Ou seja, seu dinheiro não vai perder valor de compra com o passar dos anos. Esses títulos são bons para quem tem metas de médio e longo prazo. São títulos ideais para quem pensa em investir para a aposentadoria.

➡️ Tesouro IPCA+ com juros semestrais: Assim como o título anterior, esses títulos têm a mesma característica de rentabilidade, atrelada a uma taxa de juros prefixada + uma variável do IPCA. Mas a diferença é que a cada 6 meses, a rentabilidade desse dinheiro cai na sua conta, por isso ‘juros semestrais’. Esses títulos são bons para quem já está usufruindo da aposentadoria, então assim, consegue aportar o montante acumulado para a aposentadoria e usar os juros semestralmente. Para ter uma renda constante, o ideal é ver quais as datas de pagamento de cada um deles, assim é possível se organizar para receber a cada 2 ou 3 meses. Para quem está iniciando os investimentos para aposentadoria esse título não é interessante porque a cada 6 meses você “volta a estaca 0”, ou seja, a cada 6 meses os rendimentos caem na conta e o dinheiro começa a render novamente em cima do montante inicial, com isso, não é possível ter a ação dos “juros sobre juros” a longo prazo.

  • Ok, agora eu entendi a função de cada um deles, mas o que são esses números que tem no final?

O número que tem ao final de cada título é o prazo final dele. Ou seja, se eu investir no Tesouro Prefixado 2023, em janeiro de 2023 meu dinheiro volta para a corretora acrescido de juros. Por isso é importante escolher o título baseado no prazo que você vai precisar do dinheiro, para tentar mantê-lo no investimento até o final.
Mas e se eu precisar do dinheiro antes? Não vou poder resgatar? Pode resgatar sim! Mas é importante você saber que todos os dias o TD faz alterações nos preços dos títulos e nas taxas de juros de rendimento, então se você fizer uma venda nesse meio tempo você precisa ficar atendo à marcação a mercado. O que é isso? É como chamamos essas flutuações de preços dos títulos, ISSO PODE SIM FAZER COM QUE VOCÊ PERCA DINHEIRO. Então fique atendo! Se você acha que vai precisar do dinheiro, é melhor colocar em Tesouro SELIC porque ele não sofre com essa marcação.

Então dica importante:

➡️ Se o objetivo é reserva de emergência ou poder tirar o dinheiro a qualquer momento (mas não se esqueça do prazo que demora para ter o dinheiro de volta na conta, conforme explicamos anteriormente): Tesouro Selic.

➡️ Se você quer juntar dinheiro para uma meta de curto/médio prazo: Tesouro PREFIXADO (dependendo da data, pode ser o IPCA+ também)

➡️ Se o objetivo é a aposentadoria: Tesouro IPCA+.

Vale destacar que os títulos param de ser ofertados para novas compras 2 anos antes do prazo de vencimento, então precisa ficar atento a isso. O dinheiro que estava lá vai continuar rendendo normalmente, mas você não poderá fazer novos aportes.

Está gostando da série? Diga o que está achando aqui nos comentários. Não se esqueça de compartilhar com todos os seus amigos e vamos espalhar a informação!

Acompanhe também outra série sobre Educação financeira, sobre o Tesouro Direto:

Acompanhe outras postagens relacionadas ao tema:

[Educação Financeira] Série: Compreendendo o Tesouro Direto -3

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *